História

BREVE HISTÓRIA DA IGREJA CRISTO REI

 

A história da Igreja de Cristo Rei tem seus primeiros momentos em 1926, ano em que os jesuítas Pe. Artur Redondo SJ e Ir. Francisco Salvador SJ tomaram posse de uma residência ofertada pela Arquidiocese de Fortaleza, junto à capela São Luís Gonzaga. Em pouco tempo, atraiu muitos fiéis. Dom Manuel da Silva Gomes, então arcebispo de Fortaleza, percebendo a necessidade de uma Igreja bem maior e a importância que seria ter uma casa de retiros ali, providenciou, em abril de 1926, a compra de um terreno de quase 1 hectare defronte a uma grande praça. Com a ajuda da Arquidiocese, os jesuítas assumiram a construção e, no final de 1927, ficou acertado que o patrono seria Cristo Rei. Em 17 de maio de 1928, foi lançada a Pedra Fundamental, com a promessa de um prédio amplo (56m x 24m).

Após muito esforço e ajuda de voluntários, em 29 de maio de 1930, foi realizada a benção do altar-mor e celebrada, pelo Mons. Liberato da Costa, a primeira missa na Igreja Cristo Rei.

A partir de 1937, quando já estava construída e funcionando a Casa de Retiros, o Pe. Antônio Monteiro da Cruz SJ pregou seguidamente muitos retiros, tendo a adesão de médicos, advogados, engenheiros e outras classes liberais, provendo um movimento efusivo ali. Em 1952, em espaço contíguo, fundou-se uma pequena escola para a preparação de candidatos para a Escola Apostólica (que ficava em Baturité). Depois foi ampliado e veio a ser o Externato Cristo Rei, com os primeiros anos escolares (então chamado primário), sendo que em 1972 foi transferido e expandido para onde hoje funciona o Colégio Santo Inácio.

Percebendo toda a movimentação e importância da Igreja Cristo Rei, o então Arcebispo de Fortaleza, Dom José Delgado, sob a anuência do provincial, transforma em sede paroquial, passando, então, a ser denominada, a partir de 29 de maio de 1966, Paróquia Cristo Rei (com área geográfica desmembrada da Paróquia Santa Luzia, a qual antes pertencera).

Foram párocos os seguintes jesuítas, a partir de cada ano entre parênteses: (1966) Pe. Amaral SJ; (1968) Pe. Campos SJ; (1972) Pe. Moreira SJ; (1984) Pe. Hugo SJ; (1987) o Pe. Paulo André exerceu a função de Administrador Paroquial; (1988) Pe. Campos SJ; 20010 Pe. Moreira SJ (conhecido como Pe. Moreirinha); (2004) Pe. Eugênio SJ; e (2014) Pe. Resende SJ. Atualmente, desde o dia 10 de março de 2019, está sob os cuidados do pároco Pe. Laércio SJ.

Nestes 90 anos a Igreja (e posteriormente Paróquia) Cristo Rei é um lugar onde a espiritualidade inaciana tem se mostrado visível no aspecto do “Amar e Servir”, pelos jesuítas que aqui passaram com zelo apostólico, pelos leigos que dedicaram seus esforços em prol do apoio à evangelização e por todos os fiéis que colaboram nas obras que concretizam o amor de Deus no meio de nós.

Fonte dos dados históricos: Arquidiocese de Fortaleza e memória do Pe. Campos SJ.